Fale Saúde » Vacinas » Pentavalente

Vacina pentavalente: para que serve, doses e reações

Revisão clínica: Dr. Vinícius Gonçalves

Revisado:

O que é a vacina pentavalente

A vacina pentavalente é a união de cinco vacina em uma, e protege contra cinco tipos de doenças. Ou seja, a mesma “picadinha” contém cinco vacinas que previnem contra meningite, hepatite B, difteria, tétano, coqueluche.

Desta forma, há uma economia em termos de equipamentos e logística do programa vacinal, além de maior conforto na aplicação das vacinas do bebê, tendo em vista que economiza o deslocamento até a unidade de saúde, reduz o número de injeções aplicadas e diminui a ocorrência de reações adversas.

— PUBLICIDADE —

— PUBLICIDADE —

De fato, desde 2012, quando o Programa Nacional de Imunizações (PNI) começou a ofertar a vacina pentavalente, houve grande adesão e queda no número de infectados pelas doenças.

Para que serve a vacina pentavalente

A vacina pentavalente serve para proteger contra cinco tipos de doenças: meningite, hepatite B, difteria, tétano e coqueluche.

Meningite

A vacina penta previne contra a infecção pela bactéria haemophilus influenzae tipo b.

Esse tipo de bactéria pode causar meningite, pneumonia, otite ou sinusite.

A vacinação das crianças garante proteção contra os tipos graves dessas doenças.

— PUBLICIDADE —

Hepatite B

O vírus da hepatite B é transmitido pelo sangue e/ou contato sexual. Esse tipo de infecção pode causar lesão grave no fígado, por isso a importância da vacinação.

— PUBLICIDADE —

A primeira dose da vacina da hepatite B é dada com até 12 horas de vida do bebê.

Depois a criança recebe o primeiro reforço da vacina com dois meses, só que agora a vacina da hepatite B vem junto com a composição da vacina penta.

Difteria

Difteria, também conhecida como crupe, é uma doença bacteriana que atinge nariz e garganta.

Essa doença causa placas brancas aderentes que podem obstruir nariz e garganta, e como resultado pode provocar asfixia por dificuldade de passagem do ar.

A única maneira de prevenir a doença é a vacinação.

Tétano

Tétano é uma doença grave causada pelas toxinas da bactéria Clostridium tetani.

— PUBLICIDADE —

A transmissão acontece quando a toxina entra na pele através de ferimentos. Os locais mais comuns onde a toxina costuma ser encontrada são terra, poeira, fezes de animais ou estercos.

A vacinação é a única forma de proteção contra a doença.

— PUBLICIDADE —

Coqueluche

Coqueluche é uma doença causada por uma bactéria chamada Bordetella pertussis.

A doença possui três fases: catarral, tosse e convalescença.

A fase catarral inicia com sintomas semelhantes ao de um resfriado comum. Em seguida evolui para a segunda fase com tosse forte que termina com inspiração forçada e vômitos. Por fim, na terceira fase (convalescença) a criança passa a ter tosse comum.

Quem já teve a doença adquire imunidade, no entanto, a forma mais eficaz e segura de proteção é a vacinação.

Quantas doses tomar

As crianças devem receber três doses da vacina pentavalente: aos 2, aos 4 e aos 6 meses de vida.

— PUBLICIDADE —

Reação da vacina pentavalente

Os sintomas que a vacina pentavalente pode provocar são leves na maioria das vezes. Os principais efeitos são:

Esses sintomas surgem e desaparecem entre 48 a 72h após tomar a vacina penta.

Além disso, não se recomenda o uso de antitérmicos antes desta vacina. Isso porque já existem estudos que comprovam a redução da eficácia da pentavalente caso isso seja feito.

— PUBLICIDADE —

Como aliviar a dor 

A maioria dos sintomas associados à vacina podem ser aliviados com a administração de antitérmicos ou analgésicos, se a criança for maior de 2 meses, ou algumas classes de anti-inflamatórios para as que tiverem mais de 3 meses e 5 kg.

Em todo o caso, recomenda-se consultar o médico da criança para verificar a melhor conduta.

Contraindicações da vacina pentavalente

A vacina pentavalente não é indicada para crianças com 7 anos ou mais de idade ou que estejam com febre no dia da vacinação.

Além do mais, o imunizante deve ser evitado após reações graves em dose anterior, tais como alergias nas primeiras duas horas depois da aplicação; moleza e palidez nas primeiras 48 horas; e convulsões nas primeiras 72 horas;

— PUBLICIDADE —

Onde tomar a vacina pentavalente

A vacina pentavalente está disponível nas redes pública e privada.

A vacina penta da rede privada é diferente da rede pública. Veja a tabela abaixo com as diferenças:

vacina pentavalente particular sus

No Sistema Único de Saúde (SUS), o imunizante protege contra difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e haemophilus influenza tipo b.

Já na rede particular, a vacina penta atua na prevenção de difteria, tétano, coqueluche, haemophilus influenza tipo b e poliomielite (VIP).

— PUBLICIDADE —

A diferença da vacina penta acelular (da rede privada) para o imunizante da rede pública é que a penta acelular não contém o componente pertussis. Isso torna a vacina da rede privada menos reatogênica, ou seja, tende a ter menos reações adversas.

Embora tenham diferenças, a eficácia e segurança das duas vacinas são a mesma.

Preço da vacina pentavalente acelular

O preço da vacina pentavalente acelular na rede particular depende do laboratório escolhido. Em janeiro de 2022, é possível encontrar o imunizante por valores que variam entre R$170 e R$270.

1. Pentavalent vaccine support. www.gavi.org. https://www.gavi.org/types-support/vaccine-support/pentavalent

2. 5-in-1 Vaccine (also called Pentavalent Vaccine) | Vaccine Knowledge. vk.ovg.ox.ac.uk. https://vk.ovg.ox.ac.uk/vk/5-1-dtapipvhib-vaccine

3. Pentavalente. Ministério da Saúde. Accessed July 25, 2022. https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/saude-de-a-a-z/p/pentavalente-1

Isso foi útil?
SimNão

— PUBLICIDADE —

— PUBLICIDADE —

APRENDA MAIS

Quem SomosContatoMissãoPrivacidadeTermos
Siga-nos: PinterestInstagramFacebookTwitter
© 2022 - Fale Saúde

Aviso médico: as informações fornecidas neste site visam melhorar, não substituir, a relação direta entre o paciente e os profissionais de saúde.