Fale Saúde » Vacinas » Pentavalente

Vacina pentavalente: para que serve e quantas doses tomar

Autor(a): Dr. Vinícius Gonçalves

Revisado:

O que é a vacina pentavalente?

Como o nome sugere, a vacina pentavalente previne contra cinco tipos de doenças. Ou seja, a mesma “picadinha” contém cinco vacinas.

Desta forma, há uma economia em termos de equipamentos e logística do programa vacinal e maior comodidade ao aplicar as vacinas do bebê, tendo em vista que economiza o deslocamento até a unidade de saúde, o número de injeções aplicadas e reduz a ocorrência de manifestações locais.

— PUBLICIDADE —

De fato, desde 2012, quando o Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde, começou a ofertar a vacina pentavalente na rotina do Calendário Nacional de Vacinação, houve grande adesão e queda no número de infectados pelas doenças.

A vacina pentavalente protege contra quais doenças?

A vacina pentavalente protege contra as seguintes doenças:

Hepatite B (reforço)

Infecção causada pelo vírus HVB, que pode gerar grave lesão no fígado e inclusive câncer hepático. O vírus HVB é transmitido pelo sangue e/ou contato sexual. 

Hemófilos Influenza Tipo B 

Vacina que previne contra a bactéria de mesmo nome e que pode causar pneumonias, otites, sinusites e meningites.

— PUBLICIDADE —

DTP (Difteria, Tétano e Coqueluche) 

Vacina que previne a difteria, o tétano e a coqueluche ou tosse comprida.

Quantas doses tomar?

A vacina pentavalente deve ser aplicada nas crianças em três doses: aos 2, 4 e 6 meses de idade. 

Em seguida, se necessários, os reforços e/ou complementações em crianças a partir de 1 ano são feitos com a vacina adsorvida difteria, tétano e pertussis (DTP).

A vacina pentavalente dá reação?

A vacina pentavalente pode causar no bebê reações como dor local, febre, vermelhidão, além da formação de um nódulo por cerca de 48h após a aplicação. 

Na maioria dos casos, são efeitos colaterais leves, que desaparecem rapidamente e não deixam sequelas.

Além disso, não se recomenda o uso de antitérmicos antes desta vacina. Isso porque já existem estudos que comprovam a redução da eficácia da vacina caso isso seja feito.

Como aliviar a dor 

A maioria dos sintomas associados à vacina podem ser aliviados com a administração de antitérmicos ou analgésicos, se a criança for maior de 2 meses, ou algumas classes de anti-inflamatórios para as que tiverem mais de 3 meses e 5 kg.

— PUBLICIDADE —

Em todo o caso, recomenda-se consultar o médico da criança para verificar a melhor conduta.

Contraindicações da vacina pentavalente

A vacina pentavalente não é indicada para crianças com 7 anos ou mais de idade ou que estejam com febre no dia da vacinação.

Além do mais, o imunizante deve ser evitado após reações graves em dose anterior, tais como alergias nas primeiras duas horas depois da aplicação; moleza e palidez nas primeiras 48 horas; e convulsões nas primeiras 72 horas;

Onde tomar a vacina pentavalente?

A vacina pentavalente está disponível nas redes pública e privada. No Sistema Único de Saúde (SUS), o imunizante protege contra difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e haemophilus influenzae tipo b.

Já na rede particular, há a substituição da vacina da hepatite B pela da poliomielite inativada. Portanto, a aplicação é indicada aos 4 meses para os bebês não prematuros e que não necessitam da dose de hepatite B (já contemplada pela vacina hexavalente acelular).

Quanto custa a vacina pentavalente?

O preço da vacina pentavalente na rede particular depende do laboratório escolhido. Em janeiro de 2022, é possível encontrar o imunizante por valores que variam entre R$170 e R$270.

Receba nossa newsletter

Cuide de si com dicas de alimentação, saúde e muito mais!

Sucesso! Seu e-mail foi cadastrado, e agora você já pode receber novidades do Fale Saúde!

Desculpe! Um erro aconteceu.

— PUBLICIDADE —

APRENDA MAIS

Quem SomosContatoMissãoPrivacidadeTermos
Siga-nos: PinterestInstagramFacebookTwitter
© 2022 - Fale Saúde

Aviso médico: as informações fornecidas neste site visam melhorar, não substituir, a relação direta entre o paciente e os profissionais de saúde.