Fale Saúde » Saúde mental e comportamento » Sintomas de depressão: 17 sinais para ficar atento

Sintomas de depressão: 17 sinais para ficar atento


O que é depressão? 

Faça o teste online de depressão

Tempo de leitura: 3 minutes

A depressão é uma doença médica comum e grave, mas ainda incompreendida por grande parte da população. Felizmente, é uma condição totalmente tratável. 

Segundo a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), estima-se que a doença afeta mais de 300 milhões de pessoas, de todas as idades, pelo mundo. 

Apesar de sua manifestação típica ser o aparecimento de sentimentos de tristeza profunda ou vazio, intensos o suficiente para prejudicar o desempenho de funções cotidianas e/ou reduzir o prazer em atividades, essa sensação não é suficiente para confirmar o diagnóstico. 

- PUBLICIDADE -

Isso porque se sentir desolado e desencorajado após a perda de um ente querido ou por conta de algum evento estressante é completamente normal. O mesmo vale para a ocorrência de episódios de desânimo que surgem e já somem no dia seguinte ou para a presença de insônia uma vez na semana. 

Ou seja, ao contrário desses acontecimentos esporádicos, que não costumam se prolongar por mais de alguns dias ou semanas, os sintomas da depressão costumam durar mais que duas semanas e são desproporcionais ao incidente triste que pode ter sido responsável por desencadear o problema. 

Além disso, geralmente a pessoa exibe outros indícios físicos e psíquicos, que em conjunto podem confirmar o diagnóstico, sempre feito por um profissional da saúde.  

sintomas de depressão

Sintomas da depressão 

Confira 17 sinais de depressão para ficar atento: 

  1. Humor deprimido, com desânimo frequente e baixa autoestima; 
  1. Falta de prazer em atividades antes consideradas agradáveis (anedonia) e perda de interesse no ambiente; 
  1. Mudanças de apetite; 
  1. Ganho ou perda de peso; 
  1. Perda de energia e sensação de fadiga; 
  1. Alterações no sono, que aparecem na forma de insônia ou fazem a pessoa dormir em excesso; 
  1. Sentimento de inutilidade; 
  1. Culpa excessiva ou inadequada; 
  1. Mudanças na atividade corporal, como a lentificação dos movimentos ou agitação; 
  1. Indecisão fora do normal; 
  1. Dificuldade de concentração; 
  1. Pensamentos de morte ou suicidas; 
  1. Interpretação negativa e distorcida da realidade; 
  1. Diminuição do desejo e/ou desempenho sexual; 
  1. Retraimento social e dificuldade de interação com outras pessoas; 
  1. Crises de choro; 
  1. Dores ou sintomas físicos sem causa aparente (como tensão na nuca e nos ombros, dor de cabeça, sensação de aperto no peito, azia, má digestão, dores de barriga, gases). 

Como a depressão é diagnosticada? 

Os sintomas de depressão devem durar pelo menos duas semanas e devem representar uma mudança importante no comportamento anterior. 

- PUBLICIDADE -

Além disso, algumas condições médicas podem imitar sintomas de depressão, por isso é importante excluir estas causas médicas gerais antes de confirmar o diagnóstico de depressão: 

  • Problemas de tireoide. 
  • Tumor cerebral. 
  • Deficiência de vitaminas. 

Como a depressão é tratada? 

Felizmente, o tratamento da depressão é um sucesso para a maioria dos pacientes. Cerca de 80 a 90% das pessoas com depressão respondem bem ao tratamento. 

Medicação: 

Antidepressivos podem ser prescritos para ajudar a modificar a química cerebral. Esses medicamentos não são sedativos e não formam hábitos (não viciam) nas pessoas que tem depressão. 

Geralmente, os primeiros sinais de melhora acontecem entre uma a duas semanas depois do início do tratamento, mas podem levar de dois a três meses para melhora completa. 

- PUBLICIDADE -

Psicoterapia: 

Quando a depressão é leve, a psicoterapia pode ser usada sozinha para tratar os sintomas de depressão, no entanto, quando a doença é moderada a grave, a psicoterapia é usada juntamente com medicamentos antidepressivos. 

Terapia Eletroconvulsiva: 

Esse tratamento funciona com uma breve estimulação elétrica do cérebro enquanto o paciente está sob anestesia. É reservado para os casos graves que não responderam aos outros tratamentos. 

Teste online de depressão 

Teste online de depressão
Nas últimas 2 semanas, quantas vezes você tem se incomodado por algum dos seguintes problemas?
Pouco interesse ou prazer em fazer as coisas? *
Sentindo-se para baixo, deprimido ou sem esperança? *
Problemas para pegar no sono ou dormir demais? *
Sentindo-se cansado ou com pouca energia? *
Falta de apetite ou excesso de comida? *
Sentindo-se que você é um fracasso ou que você deixa sua família desapontada? *
Dificuldade em se concentrar em coisas, como ler o jornal ou assistir televisão? *
Andando ou falando tão lentamente que outras pessoas poderiam ter notado? Ou o oposto, sendo tão inquieto que você tem se movimentado muito mais do que o normal? *
Pensamentos que você estaria melhor morto, ou de ferir-se de alguma forma? *

REVISADO CLINICAMENTE POR DR. FERNANDO PEREIRA
Fontes consultadas:
[1] American Psychiatric Association

- PUBLICIDADE -
+ artigos

Estudante de jornalismo da Faculdade Cásper Líbero, ama escrever sobre saúde e tem interesse especial por psicologia. Colabora com o Fale Saúde na revisão e criação de conteúdo juntamente com a equipe de médicos editores.

Médico - CRM/SP 157.767 | + artigos

Médico formado pela Santa Casa de São Paulo desde 2012, possui mais de 7 anos de experiência. Especialista em anestesiologia pela Santa Casa de S.J. Rio Preto, com Título de Especialista em Anestesiologia pela Associação Médica Brasileira (AMB) e Sociedade Brasileira de Anestesiologia (SBA) - RQE 65.029.


APRENDA MAIS