O que é sepse, o que pode causar e sintomas

Revisão clínica: Dr. Fernando Pereira

Revisado:

O que é sepse

Sepse ou septicemia é uma resposta exagerada do organismo quando agredido por uma infecção. Como resultado, todo o corpo deixa de funcionar corretamente. Os médicos chamam essa condição de “disfunção de órgão e sistemas”.

Estima-se que em 2017 houve 48,9 milhões de casos e 11 milhões de mortes relacionadas à sepse em todo o mundo.

— PUBLICIDADE —

— PUBLICIDADE —

De fato, a sepse é uma doença grave que precisa ser tratada rapidamente.

Agora que você já sabe o que é septicemia , veja baixo o que pode causar, quem pode ter, sintomas e diagnóstico.

O que pode causar sepse

A sepse pode ser causada por uma infecção em qualquer parte do corpo, mas na maioria das vezes está ligada a infecções nos seguintes órgãos:

Assim, os agentes comumente envolvidos nessas infecções são bactérias, fungos, vírus, entre outros.

Quem pode ter sepse

A sepse pode acontecer em qualquer pessoa, mas é mais provável que aconteça em:

— PUBLICIDADE —

  • Idosos.
  • Pessoas hospitalizadas.
  • Cirurgia complexa recente.
  • Usuários de cateteres, como por exemplo pacientes que fazem diálise.
  • Pessoas com o sistema de defesa fraco, por exemplo, pacientes com câncer em tratamento com quimioterápicos.

Sintomas da sepse

Os sintomas de sepse são os mesmos da doença que evoluiu para a septicemia (infecção de urina, pneumonia, infecção intestinal etc.) — acrescido de:

— PUBLICIDADE —

  • Febre ou hipotermia (temperatura baixa)
  • Taquicardia (coração acelerado)
  • Taquipneia (respiração acelerada)
  • Rebaixamento do nível de consciência
  • Hiperglicemia na ausência de diabetes

Diagnóstico

A suspeita de sepse deve ser feita pelos sintomas clínicos. Com o propósito de ajudar nos cuidados e permitir início rápido do tratamento, os médicos usam um teste chamado quick-Sofa (ou qSofa).

q Sofa - o que é sepse

O paciente que somar 2 ou mais pontos no qSofa tem grande chance de estar acometido por sepse. (Obs.: o Sofa não faz o diagnóstico de sepse, mas ajuda o médico a fazer a triagem de gravidade e decidir pelo tratamento).

Além disso, a equipe médica pedirá exames complementares com a finalidade de confirmar a infecção ou checar se ela se espalhou para o sangue. Assim, os exames comumente pedidos são:

  • Exames de sangue, incluindo testes chamados “culturas sanguíneas”, com o intuito de identificar o agente causador da sepse.
  • Exame de urina
  • Raios-X ou tomografia do intestino e pulmões, conforme os sintomas do paciente.
  • Ecocardiograma (exame de ultrassom que vê a função do coração).

Tratamento

O tratamento da sepse é feito no ambiente hospitalar e recebe os seguintes cuidados, conforme a gravidade:

  • Antibióticos aplicados na veia;
  • Líquidos (por exemplo soro fisiológico) ofertados diretamente na veia;
  • Vasopressores se a pressão arterial estiver baixa;
  • Cirurgia, quando a causa da infecção se resolver apenas com operação, como por exemplo, um abcesso hepático ou vesícula inflamada.

1. Singer M, Deutschman CS, Seymour CW, et al. The Third International Consensus Definitions for Sepsis and Septic Shock (Sepsis-3). JAMA. 2016;315(8):801-810. doi:10.1001/jama.2016.0287

2. World Health Organization. Sepsis. Who.int. Published 2020. https://www.who.int/news-room/fact-sheets/detail/sepsis

Isso foi útil?
SimNão

— PUBLICIDADE —

— PUBLICIDADE —

APRENDA MAIS

Quem SomosContatoMissãoPrivacidadeTermos
Siga-nos: PinterestInstagramFacebookTwitter
© 2022 - Fale Saúde

Aviso médico: as informações fornecidas neste site visam melhorar, não substituir, a relação direta entre o paciente e os profissionais de saúde.