Fale Saúde » Olhos e visão » Cirurgia de miopia: quem pode fazer, tipos e riscos

Cirurgia de miopia: quem pode fazer, tipos e riscos

A cirurgia de miopia, também conhecida como cirurgia refrativa, é feita com auxílio de um laser chamado Excimer, o qual pode corrigir não só a miopia, mas a hipermetropia e o astigmatismo.

Sim, quem faz essa cirurgia pode ficar livre dos óculos e sentir uma melhora na qualidade de vida.

cirurgia de miopia

Quantos graus de miopia pode fazer cirurgia?

A cirurgia refrativa pode ser feita para quem tem miopia entre 1 a 12 graus. Para realizar a cirurgia de miopia, o paciente deve primeiro fazer uma avaliação ocular completa.

É muito importante que tenha estabilidade do grau por pelo menos 1 ano, ou seja, caso você ainda precise aumentar todo ano o grau de seus óculos, a cirurgia deverá ser postergada, sendo mais bem indicada após os 21 anos de idade.

Mas fique tranquilo com a evolução do grau, pois o laser tem precisão para corrigir altos graus de miopia, obtendo bons resultados com até 12 graus.

- PUBLICIDADE -

Já para hipermetropia, o ideal é corrigir até 5 graus; e para astigmatismo, até 4 graus.

Quem não pode fazer cirurgia de miopia?

As principais contraindicações são relacionadas a alterações corneanas. A córnea é a principal lente dos olhos e é a estrutura modificada pelo laser para corrigir o grau. Por isso, o médico oftalmologista precisa de alguns exames para verificar se ela poderá ser alterada:

  • refração (exame do grau);
  • mapeamento da retina;
  • paquimetria (avalia a espessura da córnea);
  • topografia (mede a curvatura da córnea);
  • tanometria (medir a pressão do olho).

Existem também outras contraindicações à cirurgia:

  • histórico de herpes ocular;
  • doenças auto-imunes;
  • diabetes descompensada;
  • gestação ou amamentação;
  • olho seco grave;
  • suspeita de ceratocone (a córnea se curva para fora).

Quais os tipos de cirurgia para miopia?

Os tipos mais comuns de cirurgia refrativa são:

  • LASIK: é a cirurgia refrativa mais comumente realizada, é um tratamento eficaz para miopia de grau baixo, moderado e alto com ou sem astigmatismo. A cirurgia é feita na clínica com anestesia tópica (colírio anestésico no olho). Nessa técnica, o oftalmologista faz um corte na parte da frente da córnea e depois usa o laser para corrigir o grau. O corte cicatriza naturalmente sem precisar de pontos. 
  • PRK: nesse tipo de cirurgia para miopia, o médico faz uma raspagem na córnea e depois aplica o laser para fazer o tratamento definitivo. Diferentemente do LASIK, a córnea não é cortada. Ao término da cirurgia, o oftalmologista coloca uma lente de contato para proteger o olho e ajudar na cicatrização, sendo retirada em 1 semana.
  • SMILE: uma técnica nova que utiliza apenas um laser chamado femto-LASIK, capaz de fazer um corte preciso no meio da córnea, retirando o tecido em forma de lentícula necessário para corrigir o grau.
  • Lente intraocular: as lentes intraoculares são uma opção cirúrgica para graus mais elevados de miopia.

Quais os riscos da cirurgia de miopia?

A cirurgia refrativa é precisa e segura, no entanto, ela apresenta riscos sim, mas são pouco frequentes.

A possibilidade de infecção sempre existe em qualquer tipo de cirurgia, por isso é necessário usar corretamente os colírios prescritos pelo oftalmologista após o procedimento, assim como manter uma boa higiene.

- PUBLICIDADE -

O avanço da tecnologia reduziu os riscos da não correção do grau por completo ou o enfraquecimento excessivo da córnea.

Deste modo, a frequência de cegueira após cirurgia de miopia é quase nula. Mesmo em casos mais antigos, quando a precisão do laser e da análise pré-operatória não eram como as de atualmente, são raros os casos que não tiveram sua complicação resolvida.

Quanto custa uma cirurgia para correção de miopia?

Em média, uma cirurgia de miopia custa entre R$ 4.000 a R$ 10.000 na rede privada, a depender da técnica usada, do grau a ser corrigido e do profissional.

No SUS, a cirurgia pode ser feita quando o grau de miopia for alto e incapacitante. Para fins estéticos, a cirurgia é realizada somente na rede privada.

Resumo

A cirurgia de miopia estará bem indicada se:

- PUBLICIDADE -
  • Idade a partir dos 21 anos.
  • Grau estável por pelo menos um ano.
  • Grau entre 1 e 12.
  • Ausência de contraindicações oculares:
    • Ceratocone.
    • Herpes ocular.
    • Miopia progressiva.
    • Doença da córnea.
    • Glaucoma.
    • Catarata.
    • Olho seco grave.
  • Ausência de contraindicações médicas:
    • Doença vascular descontrolada.
    • Doença autoimune.
    • Grávida ou amamentando.
    • Diabetes mellitus descompensado.
    • Ausência de uso dos medicamentos: isotretinoína (usado para tratar acne grave) ou amiodarona (usado para arritmia cardíaca).

A equipe editorial do Fale Saúde é composta por médicos e especialistas em saúde. Assim, conseguimos garantir que as informações publicadas são precisas, atualizadas e baseadas em fontes primárias de renomados veículos médicos mundiais. Buscamos tornar os conteúdos de saúde e bem-estar acessíveis e fáceis de entender, para que o leitor consiga tomar as melhores decisões sobre sua saúde.

Fontes consultadas:
[1] The Lancet
[2] American Family Physicians

Oftalmologista - CRM/SP 157.986 | Site | + artigos

Dra. Camilla Totti é formada pela Santa Casa de São Paulo desde 2012, inscrita no CRM/SP 157.986.
Médica oftalmologista pelo Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo – USP.
Especialista em córnea, cirurgia refrativa e lentes de contato.


APRENDA MAIS